domingo, 8 de julho de 2012

Consciência que se faz necessária...

Caros amigos leitores,

Peço desculpas pelo tempo que estou sem realizar nenhuma postagem, mas a vida tem sido corrida, como a maioria de vocês sabe...

Infelizmente, uma das cachorrinhas que postei fotos aqui há alguns dias para adoção, foi atropelada em frente à escola em que trabalho no período da manhã. Felizmente, ela sobreviveu - sem nenhuma fratura, diga-se de passagem -  apenas alguns machucados e dores que persistiram por alguns dias. Ela está aqui em nossa casa agora, feliz, acomodada e já integrada ao meu bando original. Ainda está sendo medicada, mas já engordou uns três quilos nesta semana e não dispensa um lanchinho (!). Ficamos muito felizes em acolhê-la, no entanto, infelizmente, não posso trazer todos os cães abandonados para a minha casa, e isso depende da consciência que precisa ser incutida no povo brasileiro (e não somente neste), da posse responsável e do quanto vale um ato de amor como a adoção, e não a compra de animais em pet shop's - que são produzidos indiscriminadamente como meros produtos de uma fábrica de produção, para atender clientes exigentes, que esquecem que os chamados vira latas são tão, ou mais companheiros, do que qualquer cachorro que existe...

Cabe lembrar que não quero, e não vou, me fazer de vítima (e muito menos de heroína - apenas tento fazer a minha parte) em momento algum, por ter adotado mais um cão de rua que precisou de mim. Já me disseram que não posso salvar todos. Concordo. Mas posso salvar algumas vidas, e certamente isso fez (e fará) a diferença para muitos animais. Por isso, peço a todos que colaborem sempre que necessário para as campanhas de adoção e posse consciente, além de denunciar sempre que observarem algum ato de maus tratos. A Fiona (nova integrante da família, feliz da vida na foto abaixo), tem vários cortes e machucados pelo corpo, inclusive cicatrizes que parecem queimaduras de pontas de cigarro. Ela pode ter tido uma vida difícil até este momento, mas certamente faremos o possível para que ela leve uma vida tranquila e alegre de agora em diante.


Um comentário:

  1. Quem dera, doce Luciana, para cada cão no mundo houvesse uma você...
    GK

    ResponderExcluir